O que é ARTROSE?

Atualizado: 13 de jan. de 2020




Osteoartrite, osteoartrose ou artrose é uma doença articular degenerativa pertencente ao "grupo dos reumatismos".

Embora possa aparecer em qualquer idade e iniciar cedo, perto dos 30 anos, a artrose manifesta-se e é mais frequente em pessoas acima dos 60 anos, sendo as mulheres as mais afetadas.


A artrose é caracterizada pelo desgaste da cartilagem que protege as articulações e por alterações nos ossos, como, por exemplo, os osteófitos ou deformações ósseas, mais conhecidas como "bicos de papagaio", muito comuns na artrose.


A artrose pode afetar todas as articulações do corpo, no entanto, as mais frequentemente afetadas são: joelhos, quadris, coluna e mãos.


Diágnóstico

O diagnóstico da artrose pode ser feito primeiramente pelos sintomas típicos da doença, exame físico e histórico do paciente.


Em alguns casos, o médico poderá solicitar exames de imagens como raio-x ou ressonância, para determinar a extensão da lesão ou auxiliar a detectar outras condições das articulações.


Um dos sinais de artrose é o aumento do conteúdo líquido na articulação.


Tratamento

Infelizmente, até o momento, não existe tratamento que traga a cura absoluta para o desgaste das articulações, mas existem medidas para aliviar a dos e recuperar parte da mobilidade das articulações afetadas.


Na maioria dos casos, é necessário utilizar tratamento medicamentoso com exercícios físicos.


  • O tratamento medicamentoso pode envolver diferentes fases de tratamento com opções terapêuticas direcionadas a cada tipo de paciente. Para tratamento da artrose visando a ação sobre a cartilagem da articulação, muitas vezes são utilizados medicamentos para se tomar via oral, os quais promovam melhora dos sintomas da artrose, estimulem o metabolismo da cartilagem e sejam muito seguros no uso por longos períodos. Existem opções de medicamentos para uso tópico (pomadas e cremes) e analgésicos para alívio das dores mais agudas; em geral, esses medicamentos são indicados para uso por curtos períodos. Uma opção mais invasiva é a terapia por meio de medicamentos injetáveis, geralmente reservada para casos específicos. Para todos os pacientes, o objetivo é aliviar os sintomas e promover melhora da mobilidade com menor risco possível de ocorrência de efeitos adversos. Para uma boa orientação, é sempre importante contar com a ajuda de um profissional de saúde.

  • O tratamento cirúrgico pode ser considerado em casos em que a distruição da cartilagem comprometa o movimento da articulação e/ou a dor seja limitante.